10H50

home    message    dibujos   flickr    theme
©
SEXO ANAL CONTRA O CAPITAL

aqui é um lugar bem frio porque foi cimentado
no coração da mãe natureza tudo era cálido
mas só sabe o quão gélida é selva de pedras
os que tem apenas o presente por falta de futuro

há vários manuais de instrução da existência moderna
nenhum deles foi feito para trazer luz
a vida foi tirada em nome do asfalto
e o luto disfarçado com comedias-românticas

Pelo beneficio de um salario minimo se aprende a morrer.
Com o entretenimento do fim de semana se aprende a nao pensar.
No momento do descanso, violência é o tranquilizante.
E na busca por amor, conhecem o frio
Mas o encaram sorrindo.
Na terra da morte, tudo é feito em nome da vida.

No império das pedras, não há como manter o coração aquecido.
Mas ainda há os que gostam de fazer faísca
Que clandestinamente esquentam uns aos outros.
As trevas são lei
E o dia nunca sera eterno.
Não vamos ganhar a guerra das dores.
O apocalipse começou
e só acaba quando tudo se findar.

Mas amanha terá outra fogueira.
E depois de amanha também.

Procura-se alguem pra dividir alguma coisa
Dividir qualquer coisa,
ou dividir nada.

Aguém para que eu me divida,
ou para me dividir.
Um qualquer interessado em partilhar de minha insensibilidade,
talvez compartilha-la se assim o quiser.
Aceito até desafeto como moeda de troca,
só não quero deixar de ser partida.

De nada me vale a integridade.
Se é que um dia já fui inteira, nem me recordo.
Sou só pedaços.

Alguns meus de mim,
alguns trocados,
alguns ganhados,
alguns esquecidos,
alguns roubados,
alguns achados.

Mas apesar de tanta peça solta,
me recuso a virar quebra cabeça.
Minhas partes não tem encaixe,
muito menos tenho desenho final a ser montado.

Não queira me limitar a um jogo de formas certas e erradas,
pois entre um e outro, serei sempre errada.
Serei sempre torta.
Serei sempre completa de formas incompletas.

Tenho procurado estes pedaços que não são de minha propriedade,
apenas para me compor por 1 segundo de êxtase
e logo depois fragmentar-me novamente ao deixar com outro alguém parte de mim.

Por fim volto a minha forma completa, que nunca é.

o mundo é um lugar bem frio porque foi cimentado pelos humanos

no coração da floresta tudo era cálido

assim como é o amor na alma do homem

mas só sabe o quão gélida é selva de pedras

os que mantem a chama da vida

há vários manuais de instrução da existência moderna 

nenhum deles foi feito para trazer felicidade

na onde a vida foi tirada em nome do asfalto desfaçaram o luto com a comedia.

No império das pedras, não há como manter o coração aquecido.

Mas ainda há os que sabem fazer faísca, e pagam com toda luz o seu crime.

Tem também bárbaros, que sabem semear o amor nas margens da sociedade,e clandestinamente o distribuem.

Sem esquecer por fim, os abortados, que tiveram seu sangue mesclado com as solidas muralhas.

Na terra da morte, tudo é feito em nome da vida.

E mesmo os que fazem fogueira, precisam apagar ela quando o dia nasce.

A cada suspiro um pouco mais perto de se deixar apagar.

Não vamos ganhar a guerra das dores.

O apocalipse começou por volta de 1492 D.C e só acaba quando tudo se findar.

No mundo aonde as trevas sao lei

Não lutamos mais para que o dia seja eterno

Mas para que amanha ainda consigamos nos juntar e fazer uma fogueira.

Ninguem quer ser o ultimo coração pulsante

Mas sabemos que um de nós sera.